São Xisto II, Papa e Mártir

Comemoração litúrgica: 07 de agosto. A Igreja também  comemora  nesta  data  São Caetano e São Vitrício

 

 

                         São Xisto II (Pontificado:  257 a 258.)

 

São Xisto II era de origem grega e  foi ordenado bispo de Roma no ano 257. Foi sucessor de Santo Estevão no Primado Papal. Este, por sua vez,  foi sucessor de São Lúcio.  Ambos  foram martirizados pela intensa perseguição feita pelo imperador  Valeriano.   Ao assumir o trono pontifício, São Xisto sabia que  as coisas  não iriam  ser diferentes, como de fato não o foram.  A perseguição implacável de  Valeriano já veio no ano seguinte à posse de São Xisto.  Celebrava a sagrada  liturgia na catacumba de Calisto quando foi preso pelos  soldados, por ordem do imperador. Nesta ocasião, também quatro dos  seus  diáconos foram levados, sendo todos executados imediatamente. Recebeu sepultura no mesmo cemitério onde deu-se  sua  última celebração. 

Reflexões: 

O imperador Valeriano era mesmo um tirano, déspota, perseguidor da Igreja de Cristo. São Xisto II, mesmo  sabendo que seus  predecessores  tinham  perecido em decorrência das  fulminantes investidas de Valeriano, assumiu  o mais elevado cargo na terra convicto de que a verdadeira morada  dos  cristãos é a Pátria Celeste.  A exemplo de São Lúcio e Santo Estevão,   tombou em defesa da fé, mostrando  mais  uma vez  ao infeliz  imperador ser inútil recalcitrar contra o aguilhão,  pois  a Igreja é de Cristo,  onde  as forças do inferno jamais poderão  prevalecer. 

                           *  *  *  *  *  *  *  *  *

   Ir para a Página Oriente      

   Ir para a história dos  Papas     

 Referência bibliográfica: Na luz Perpétua,  5ª.  ed., Pe. João Batista Lehmann, Editora Lar Católico - Juiz de Fora - Minas  Gerais,  1959.