Papa Eugênio III

 

 

 

Papa Eugênio III 

 

Sucessor  do Papa Lúcio II, Bernardo de Montemagno, Natural da Itália,  assumiu o nome de Eugênio III na cátedra de Pedro, isso  no ano de  1145.  Permaneceu no trono pontifício até o ano de 1153.  

Registra a história  que um  certo Guilherme, de vida  não muito de  acordo com moral cristã,   acabou convertendo-se  e decidiu fazer uma peregrinação a Roma a título de penitência. Lá chegando, procurou pelo Papa  Eugênio III, e aos  seus  pés prostrou-se implorando o perdão de seus pecados. Sua Santidade imputou-lhe  como  penitência,  a  promessa de fazer uma  peregrinação à Terra Santa.  Guilherme não só cumpriu fielmente a  ordem, mas acabou decidindo permanecer  em Jerusalém pelo espaço de oito anos,  fazendo obras de  penitência e piedade. Tornou-se posteriormente eremita e, por amor  à obra de Cristo, intensificou na sua  vida austero sacrifício. Deus lhe  concedeu, durante  seu curso terrestre, o dom da profecia e o de fazer muitos  milagres e, por isto, acabou sendo  elevado aos altares.  Seu nome:  São Guilherme de Maleval, Eremita.   .     

                           *  *  *  *  *  *  *  *  *

  Ir para Página Oriente        

 Ir para história dos  Papas desde  São Pedro

* Referência bibliográfica: Na luz Perpétua,  5ª.  ed., Pe. João Batista Lehmann, Editora Lar Católico - Juiz de Fora - Minas  Gerais,  1959.

*Almanaque Abril 85, Edição 1985, Editora Abril - São Paulo, 1985.